Rua Flávio Fongaro, 126 - Vila Marlene
São Bernardo do Campo - SP

(11) 4332-6953
Mensagem do pároco › 06/07/2016

Viva a Mãe de Deus e nossa

O mês de julho abre o segundo semestre e neste ano abrirá também a nossa comunidade paroquial para um forte tempo de graça, que será a celebração dos 300 anos do encontro da Imagem de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, em 2017.

Entre os dias 16 e 21 a Imagem Peregrina da Mãe de Deus e nossa, que percorre dioceses e paróquias de todo o país, estará também entre nós. Será uma grande oportunidade de reavivar a nossa devoção mariana, e igualmente experimentar a Misericórdia divina, pois certamente muitas graças serão derramadas na vida de cada devoto nesta semana tão especial.

Foi diante do desespero de três pescadores – após diversas tentativas sem sucesso, que nada haviam pescado para oferecer ao Governador da Província de São Paulo e Minas Gerais, que passaria pela Vila de Guaratinguetá – que chegaram ao Porto Itaguaçu, onde apanharam primeiramente o corpo da Imagem e em um segundo momento a sua cabeça, que a Providência Divina se manifestou milagrosamente. Depois de terem pescado a Imagem da Virgem Maria passaram a pescar em abundância os desejados peixes.

Aos poucos as notícias da misteriosa aparição da Imagem com a consequente miraculosa pesca foi se espalhando pelo país, e a medida que o povo de Deus foi recorrendo à Nossa Senhora, venerada carinhosamente como “Mãe Aparecida”, conversões e milagres foram se multiplicando. Com o tempo a devoção extrapolou a residência da família que conservava a Imagem, passou para um oratório, uma capela, uma pequena igreja – tornada Basílica Menor, em 1908. O Papa Pio XI, em 1929 proclamou Nossa Senhora Aparecida a Rainha do Brasil e sua padroeira oficial, e no passar dos anos, com o crescente aumento dos romeiros, em 1955 os administradores redentoristas deram início à construção da belíssima Basílica atual, o maior santuário mariano do mundo.

Muito mais poderíamos falar acerca dos testemunhados nestes três séculos em Aparecida, mas gostaria de frisar apenas um ponto: no geral, as graças são alcançadas por aqueles que se dirigem ao Santuário Nacional, tantos destes viajando milhares de quilômetros, quando não em condições precárias ou adversas. A nós, porém, a Divina Providência está preparando um grande presente, a Mãe virá até nossa casa e, com ela, toda sorte de bênçãos da parte de Nosso Senhor Jesus Cristo, como em Caná da Galiléia.

Portanto, qual não deve ser a nossa expectativa para bem acolher a Rainha do Brasil!? É preciso que digamos como S. Isabel: “Donde me vem esta honra de vir a mim a mãe do meu Senhor” (Lc 1,43) e nos preparemos para que esta visita seja marcante e um verdadeiro kairós em nossa história paroquial.

Encerro reforçando o convite a todos vocês e suas famílias para esta semana abençoada. Preparemo-nos pra viver esse tempo especial da graça de Deus nos aproximando ainda mais de Jesus através de sua Mãe Santíssima!

Imprimir